Confraria de vinhos: inicie a sua com o Mercato di Vino

Amigos com interesse em histórias, sabores e aromas de vinhos reunidos para vivenciar e compartilhar experiências sobre a bebida. Essa é a ideia de uma confraria de vinhos, tipo de evento realizado em diferentes partes do mundo por quem deseja provar diferentes rótulos e ampliar seus conhecimentos sobre uma das bebidas mais antigas do mundo.

A palavra “confraria” tem origem no latim e é a junção do prefixo “cum”, que significa “junto”, com o termo “frater”, que significa “irmão”. As confrarias existem desde a Idade Média e sempre tiveram o intuito de agregar pessoas que dividem interesses ou objetivos. Cada confraria costumava contar com nome e brasão próprio para sua identificação.

Se você aprecia a ideia de reunir amigos em torno de vinhos, aprendendo e dividindo histórias, damos agora algumas dicas para você criar a sua própria confraria de vinhos.

Lembre-se, porém, que estas são dicas para facilitar a iniciativa, e não regras rígidas. Cada grupo acaba tendo sua própria personalidade e fazendo suas escolhas de acordo com os integrantes da confraria. O que conta é a diversão e os momentos de relaxamento, descontração e descoberta com os amigos. Se precisar de outras dicas ou quiser apoio para iniciar sua confraria, fale com o Mercato di Vino.

1. Escolha os integrantes da confraria

Quem são os seus amigos ou conhecidos que apreciam vinhos? Conte a eles sobre o seu interesse em criar a confraria. Você pode fazer esse convite de maneira formal ou informal, dependendo da sua criatividade. O mais importante é despertar o interesse deles!

Para uma confraria de vinhos que ainda está em fase inicial, o ideal é reunir de 6 a 10 membros.

2. Crie um nome para sua confraria de vinhos

Tendo reunido seu grupo, o próximo passo para criar sua confraria de vinhos é definir um nome para ela. Busque um nome que expresse o espírito do grupo e represente a unidade entre vocês. É interessante estimular que todos tragam sugestões de nomes e que eles sejam postos em votação.

Depois de escolher, para reforçar a identidade da confraria, crie um logotipo ou brasão e  também um slogan, seguindo o mesmo processo de ideias e votação feito para definir o nome. Esses elementos ajudam a criar a unidade do grupo e a gerar interesse em participar das reuniões e, no futuro, podem ser o diferencial para destacar o grupo entre outras confrarias.

3. Divida o investimento das taças

Apesar de não ser essencial para beber vinho, as taças acabam sendo parte da experiência para quem está iniciando no mundo da degustação. E para cada tipo de vinho há um tipo específico de taça.

É por isso que sugerimos que as taças sejam um dos primeiros investimentos que o grupo faça. E atenção: é essencial que esse custo seja dividido entre todas as pessoas do grupo. Isso ajuda a criar os sentimentos de pertencimento e engajamento.

Para priorizar o custo-benefício, a recomendação são as taças ISO, que servem bem vinhos brancos e tintos e são bastante utilizadas por sommeliers de vinho.

4. Escolha os vinhos e os acompanhamentos

Para contribuir com os encontros da confraria de vinhos, sugerimos que cada membro do grupo adquira uma garrafa de vinho. Para que eles sejam harmoniosos, definam temas para cada encontro ou dividam por regiões. Por exemplo, para um mês sobre vinhos portugueses, uma semana pode ser com rótulos da região de Trás-os-Montes.

Se estiver em dúvida sobre como selecionar os vinhos dos encontros da sua confraria, fale com o Mercato di Vino. Podemos indicar rótulos de acordo com o perfil do seu grupo. Basta entrar em contato pelo nosso formulário do site.

Para melhorar a noite, invista em acompanhamentos. Busque informações sobre a harmonização, a melhor combinação entre bebidas, entradas e pratos, de acordo com a proposta da confraria. Isso torna a experiência de degustação completa.

O vinho tinto Terras de Fialho Alentejano 2017, por exemplo, acompanha perfeitamente carnes brancas ou vermelhas e queijos.

Lembre-se de calcular as quantidades corretas de acordo com o número de participantes da confraria (cada um toma em torno de meia garrafa por encontro). O objetivo inicial é que todos possam provar o mesmo rótulo, sem que sobre e nem falte vinho.

5. Defina as datas de encontro e o anfitrião de cada um

Para fins de controle e planejamento, que são itens que garantem o sucesso de uma confraria de vinhos, defina as datas, os locais e os anfitriões de cada encontro. O ideal é que cada reunião tenha um anfitrião diferente, responsável por servir os vinhos e liderar as discussões.

Isso permite que todos os membros se programem com antecedência.

Depois, basta reunir os amigos da confraria para o primeiro encontro. Depois disso, novas ideias e objetivos poderão surgir e ampliar as possibilidades das próximas confrarias.

Se quiser outras dicas ou apoio para iniciar sua confraria, fale com o Mercato di Vino. Estamos prontos para ajudar você e seus amigos a terem momentos inesquecíveis com os melhores vinhos portugueses.

Gostou desse artigo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
witter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Fechar Menu
×

Carrinho