Saiba como degustar um vinho da melhor forma em 4 etapas

Você não precisa ser um expert em vinhos para saber como degustá-los como um profissional. Aprender a apreciar a bebida em sua totalidade torna a experiência de prova mais completa e prazerosa.  

Para degustar vinhos da melhor forma, você pode seguir alguns passos básicos que irão revelar muitos aspectos sobre o rótulo que irá ser apreciado. 

O Mercato di Vino explica em 4 etapas abaixo:

1. Faça uma análise visual 

Para o primeiro passo, é importante utilizar uma taça transparente, estar em um ambiente bem iluminado e que permita que você incline a taça sobre uma superfície branca. Isso te auxilia a ver claramente a verdadeira cor do vinho e outros aspectos visuais dele, como o brilho. 

Antes de qualquer outro aspecto, certifique-se de que o vinho está límpido e brilhante. Isso porque partículas flutuando na taça ou turbidez são características que podem indicar algum defeito em bebidas que foram filtradas em vinícolas. 

2. Dê uma “giradinha” na taça

Você já deve ter visto muitas pessoas girarem uma taça de vinho antes de provar a bebida. Essa famosa prática serve para oxigenar a bebida e liberar alguns aromas que não poderiam ser identificados antes. 

Esse movimento giratório facilita a concentração de aromas na superfície da taça, facilitando sua percepção. Além disso, ele forma as chamadas lágrimas, que indicam se um vinho é muito ou pouco alcoólico (se as lágrimas forem densas e espaçadas, quer dizer que a bebida contém muito álcool). 

3. Faça uma análise olfativa 

Tendo feito a “giradinha”, você já pode identificar os aromas do vinho. A análise olfativa é um passo central na degustação, por isso, o ambiente em que será feita a prática não deve conter outros aromas fortes ou que se destaquem.

Primeiro, avalie se o vinho possui um aroma agradável ao olfato. Cheiros de mofo, vinagre ou esmalte, podem indicar defeitos na bebida que não foram identificados na análise visual. 

Existem três grupos de aromas que podem ser analisados no processo de degustação:

1. Primários: são os característicos da uva, como os de morangos para Tinta Roriz e de ameixa madura para Touriga Nacional.

2. Secundários: são aqueles que foram adquiridos durante a fermentação, como leite, manteiga ou iogurte. 

3. Terciários: são aqueles formados durante o amadurecimento e envelhecimento do vinho, como tabaco, café e baunilha.  

4. Finalize com a avaliação gustativa 

A avaliação gustativa é o último passo da degustação e é a que define se o vinho agrada ao paladar. 

Durante essa análise, você irá perceber elementos como corpo, doçura, sabores e os três elementos principais da bebida: álcool, tanino e acidez. Tais elementos devem estar equilibrados, em harmonia, para que o vinho seja considerado bom. 

Beba um gole do vinho e o deixe na boca por cerca de 10 segundos, passeando pelas papilas gustativas, já que cada parte da língua é responsável por identificar uma nota de sabor. 

O corpo da bebida pode ser identificado por meio do seu peso. Quanto mais pesado você o sente no paladar, mais encorpado ele é. 

Agora que você já conhece as etapas básicas para a degustação de um vinho, que tal fazer um teste? Acesse a loja do Mercato di Vino e escolha alguns dos melhores rótulos de Portugal.


Gostou desse artigo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
witter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Fechar Menu
×

Carrinho

Open chat
Powered by