Vitivinicultura: como o clima influencia a produção de vinhos

Dentre diversas variáveis que influenciam diretamente a vitivinicultura, está o clima. Além do processo de produção e da colheita, o fator climático também tem impacto no momento do consumo de vinhos. Na cultura brasileira, por exemplo, é comum associar o consumo de alguns tipos de vinho com períodos mais frios do ano.

Nesse post, explicamos quais os fatores relacionados ao clima que interferem na qualidade do vinho e ajudamos você a entender como aproveitar as melhores características dessa bebida de acordo com as diferentes estações do ano e locais. 

Sol e calor, acidez e açúcar

Ao longo do ano, a quantidade de sol e calor que a vinha recebe impacta diretamente nas quantidades de acidez e açúcar do vinho. Quanto mais sol ela recebe, maior é o seu amadurecimento e quantia de açúcar na uva. Logo, a menor incidência solar resulta em um vinho com menos açúcar e, portanto, com mais acidez. 

Sol em excesso não é algo bom, principalmente para as uvas brancas. Isso porque elas precisam de uma acidez elevada, e a abundância de açúcar, além de apagar a acidez do vinho, deixa-o mais alcoólico.

Por isso, regiões mais quentes tendem a produzir vinhos com graduação de álcool muito mais alta.

Colheita e amadurecimento 

As uvas brancas geralmente são colhidas no Hemisfério Norte no início de setembro, já as tintas são colhidas usualmente em outubro. 

Devido o clima e a influência que as estações do ano têm sobre ele, a colheita das uvas se dá entre os meses de fevereiro e março no Hemisfério Sul.

No entanto, o aumento da temperatura média anual nos últimos anos tem impactado o momento de colheita das uvas para produção de vinhos em diversas regiões do mundo. Algumas cidades como Bordeaux, na França, estão tendo colheitas precoces devido a intensidade do calor, que faz com que as uvas tenham um amadurecimento mais rápido.  

Influência no sabor

No período da colheita, grandes quantidades de chuva podem prejudicar a qualidade das uvas, pois fazem com que o nível de açúcar caia, além de aumentar o risco de fungos.

A amplitude térmica entre o dia e a noite também influencia diretamente na qualidade do vinho. Durante o dia, o calor auxilia no amadurecimento correto da uva. No período da noite, o frio permite o descanso da videira, que retém maior frescor e acidez na fruta. 

Levando em conta a interferência do clima na qualidade das uvas é que os vinicultores combinam safras e variedades distintas da fruta, pois isso permite que sejam mantidos a qualidade e o sabor autêntico do vinho.

Se você tem curiosidade ou interesse sobre os processos de produção dos vinhos do Mercato di Vino, entre em contato conosco pelo formulário do site ou pelas nossas redes sociais.

Gostou desse artigo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
witter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

Fechar Menu
×

Carrinho